Pressa, Excesso de Responsabilidade, Perfeccionismo podem elevar o Stress

A Pressão interna e autocobrança podem aumentar o nível de stress de uma pessoa. Pois, pessoas que apresentam estas fontes de stress internas, estão constantemente “correndo” para tentar satisfazer ou cumprir metas que, muitas vezes, não condizem com a realidade que estão vivenciando.  Isto, talvez, por escolha própria ou não, mas por exigências de trabalho ou afazeres do momento. Contudo, temos que alertar sobre as implicações destes pensamentos e cobranças, na manutenção de um padrão de comportamento, que ao longo do tempo poderá não somente aumentar o stress, mas também trazer prejuízos para à saúde.

A necessidade de realização, o excesso de controle, o comportamento polifásico (fazer várias coisas ao mesmo tempo), a competição, o perfeccionismo e também nossos sentimentos negativos podem gerar stress emocional excessivo.

Os sentimentos negativos podem interferir no modo como a pessoa se comporta. É importante perceber que estes pensamentos funcionam como poderosas reações que acabam motivando a pessoa a agir. As emoções podem desencadear uma série de reações fisiológicas e psicológicas que podem alterar a percepção, a aprendizagem e o desempenho da pessoa.

Por exemplo: Uma pessoa diante de um processo seletivo para um emprego pode desencadear reações físicas como sudorese, taquicardia, tensão muscular; reações cognitivas como “não vou conseguir passar nesta avaliação”, “não estou preparado”, “não sou tão bom assim”, vou ter um “branco”; reações emocionais como tristeza, desânimo, raiva e realmente, acabar tendo um desempenho negativo no processo seletivo para um trabalho.

Isto também pode ocorrer quando a pessoa é muito apressada e tem excesso de responsabilidade, o que pode gerar sentimentos de fracasso, desânimo, tristeza, pois não consegue atender às suas exigências. E também podem ocorrer pensamentos distorcidos quanto a sua própria capacidade de desempenho, além de comportamentos hostis.

As pessoas que desenvolvem pensamentos mais pessimistas desenvolvem emoções como desânimo, tristeza, irritação. Enquanto aquelas que, desenvolvem pensamentos mais otimistas, buscam mais condições de enfrentamento aos desafios na vida e estão mais motivadas a enfrentar os obstáculos, no sentido de obter satisfação e, atingir ou pelo menos chegar o mais próximo de seus objetivos.

Muitas vezes, a ajuda de um profissional especializado no Treino do Controle de Stress pode ajudar a pessoa a identificar o stress e fornecer estratégias para lidar com ele.

Texto por: Dra. Eliana Torezan

Fone (11) – 3284-8209

cpcs@estressesp.com.br
www.estressesp.com.br