Treino de Controle do Stress

Existe um método de tratamento  intitulado “treino psicológico de controle do stress, ou treino de controle do stress (TCS)  que se  baseia em princípios comportamental- cognitivos e objetiva mudança  no estilo de vida da pessoa com ênfase na melhoria da qualidade de vida nos quadrantes: social, afetivo, saúde e profissional.

O TCS, patenteado pelo IPCS, é altamente especializado e se refere a um tratamento focal de duração breve que  oferece ao indivíduo a oportunidade  de reconhecer seus limites, identificar seus estressores, se familiarizar com as fontes internas geradoras de stress ( isto é, como o seu modo de ser gera stress para si próprio e para os outros) e de aprender estratégias para lidar com suas fontes geradoras de tensão quer sejam elas ocupacionais, familiares, ambientais ou relacionadas às características de sua personalidade. O TCS enfatiza que não é só o trabalho que gera stress, mas também o  modo da pessoa ser e agir no dia a dia.  O treino leva, em média, de 12 a 15 sessões. Ele é realizado por psicólogos especialistas na área do stress que passaram por um treinamento especial  realizado diretamente pela Dra. Marilda Novaes Lipp, idealizadora do TCS. Todos tem no mínimo o Mestrado em Psicologia com teses defendidas na área do stress.

Somente o Centro Psicológico de Controle do Stress, em suas varias unidades, oferece este tratamento especifico, com esta designação,  que é patenteado e de uso exclusivo do CPCS , do qual a Dra. Marilda Lipp, elaboradora do treinamento, é diretora.

O treino de controle do stress já foi testado em várias situações experimentais, tanto com grupos de trabalhadores de escritório, policiais, pacientes hipertensos,  pacientes com psoríase e outros.  Os resultados destes trabalhos encontram-se em inúmeras publicações científicas.  A eficácia do TCS foi comprovadamente verificada também no atendimento clínico de cerca de 15.000 pessoas no CPCS desde 1985 .

O TCS não é uma técnica ou um procedimento isolado, mas sim um conjunto de procedimentos que consiste em uma análise funcional dos estressores e atuação objetiva e  direta no que se designou dos quatro pilares do controle do stress: relaxamento, alimentação, exercício físico e modificações na área cognitiva. Utiliza alguns dos princípios do treino de inoculação de stress de Meichenbaum (1985), da terapia racional emotiva de Ellis (1973) além de outras técnicas e procedimentos comportamentais que  Lipp(1984) verificou serem de valia em casos de stress, tais como técnicas de resolução de problemas, treino de assertividade, treino de controle de ansiedade, instruções, manejo do tempo e da pressa, relaxamento, exercícios de  visualização, identificação e modificação de pensamentos que agem estímulos discriminativos para que a resposta de stress de desenvolva.

O plano de tratamento pode ou não incluir todos os componentes mencionados acima.

O TCC objetiva levar a pessoa a:

(1) entender o que é o stress e identificar seus sintomas  de modo que a pessoa se perceba quando sua sobrecarga de tensão está chegando a um ponto crítico;

(2) reconhecer suas fontes de stress em potencial (internas e externas) e tentar eliminar as que forem passíveis de mudança;

(3)  reestruturar seu modo de pensar e de ver o mundo de modo a eliminar algumas fontes internas ligadas ao seu modo de ser;

(4) lidar com a ansiedade a fim de eliminar mais esta fonte interna;

(5) ser assertivo, sem experimentar desconforto ou se estressar;

(6) manter a calma e resolver os problemas no trabalho e na família sem  grandes aumentos no seu nível de stress;

(7) adquirir técnicas de manejo do stress para serem utilizadas em situações de stress que não possam ser evitadas;

(8) utilizar o stress a seu favor para atingir bons níveis de produtividade e criatividade;

(9) reconhecer seus limites e aprender a respeitá-los

(10) estabelecer prioridades e melhorar sua qualidade de vida no geral.