IPCS na Mídia

Nosso canal no youtube

https://www.youtube.com/user/MarildaNLipp

Desde que o CPCS foi fundado, devido ao seu caráter pioneiro e sua proposta inovadora, ele desperta atenção muito grande da imprensa. O jornal O Estado de São Paulo publicou no dia 25 de junho de 1985 o primeiro artigo sobre o CPCS, que atraiu a atenção de vasto público.

Em julho do mesmo ano, a TV Globo, através do programa Fantástico, apresentou ampla matéria, com informações colhidas no CPCS durante uma semana.

Seguiram-se reportagens no Jornal Nacional, Globo Ciência, TV Manchete, TV Bandeirantes e em vários outros programas e emissoras em todo o país.

Na imprensa escrita, o CPCS tem sido objeto de várias reportagens, tais como as publicadas nas revistas Veja, Isto É, ADM, Exame, Saúde, Superinteressante, Cláudia e Mãe, entre outras.

Além de O Estado de São Paulo, os jornais Folha de São Paulo e Jornal do Brasil também publicaram matérias mencionando o CPCS. Através dos anos, o interesse tem se mantido e a procura ao CPCS para consultas, cursos e consultorias se mantêm. As pesquisas realizadas pela sua equipe são regularmente publicadas.

Clique nos links abaixo para ler as principais matérias publicadas sobre o CPCS

É um recado de vivências de um juiz veterano

STJ – Intranet/STJ – Vem Comigo

15 de maio de 2017 – ed. 626

No dia 24 próximo, o Tribunal da Cidadania sediará dois eventos. O ministro Og Fernandes e a psicóloga Marilda E. Novaes Lipp lançarão a obra Vidas no Fórum. Na mesma data, a coautora proferirá a palestra Estresse e Qualidade de Vida no Poder Judiciário: Qual é o seu limite?

Promovido pelo Espaço Cultural do STJ, o lançamento será ralizado das 18h30 às 20h30, no auditório da Casa. A palestra é organizada pela Seção de Aprimoramento Estratégico e TécnicoAdministrativo (Saest/SGP) e precede o evento, de 16h30 às 18h, no mesmo local.

“Não estou aqui para explicar o mundo; estou para contar. Quem explica é a Dra. Marilda. É um recado de vivências de um juiz veterano”, resumiu o ministro.

Og Fernandes é ministro do Superior Tribunal de Justiça desde 17 de junho de 2008. O VemComigo procurou o magistrado para uma entrevista sobre o seu mais novo livro Vidas no Fórum – Histórias de personagens da justiça; Análise psicológica do comportamento humano.

VemComigo: Que motivações o levaram a escrever o livro?

Og Fernandes: A vontade de escrever o livro surgiu há quatro anos. Demorou três anos entre pesquisa e colocar no papel. Não queria escrever um livro só de crônicas. Queria algo com mais utilidade. Unimos, eu e a dra. Marilda, fatos e a análise psicológica dos personagens.

Descrevo o que vi ou que ouvi relatados por pessoas partícipes. Já tenho uma estrada longa como juiz e ex-jornalista e achei que estava na hora de falar um pouco dessa experiência. São relatos ora engraçados, ora trágicos e de superação. Como a história de um lavador de motos no fórum que enxergou na sisudez do lugar um negócio: aluguel de camisas e calças. Menciono as razões pelas quais me afastei da jurisdição da infância na minha carreira. O fórum, quase sempre um prédio cinza, é cor que não combina com a sua vibração. São milhares de vidas e destinos. Tento lançar um pouco de luz sobre o que acontece ali e em outros setores que lidam com a justiça.

VemComigo: Como surgiu a parceria com a doutora Marilda Lipp?

Og Fernandes: Conheci a professora Marilda há mais de 20 anos, num seminário em Porto Alegre, no qual ela fazia uma palestra, que me impressionou, sobre o tema do estresse. A condição humana no Poder Judiciário é pouco explorada. Cabe uma conversa com alguém que lide com o emocional. Convidei a Dra. Marilda para fazer a parte técnica do livro. Eu me sinto como um levantador de vôlei. Levanto a bola para ela (Marilda) cortar. Unimos a narrativa com a análise psicológica.

VemComigo: Por que ler Vidas no Fórum?

Og Fernandes: Basta ser curioso sobre a vida. É olhar o semelhante, por mais distante do povo que a autoridade aparente. É como abrir as cortinas e janelas do fórum e ali verificar um lado incomum desses personagens. Eu invisto na emoção. Não há como deixar de se emocionar diante de algumas histórias. Não por mérito meu, mas porque a situação impõe. É um trabalho que pode ser vendido até numa banca de revistas e não apenas no setor de Direito ou de Psicologia de uma livraria. Não é só para bacharéis.

VemComigo: Que aspecto da obra o senhor destacaria?

Og Fernandes: O livro é sobre vidas. A visão de um velho cronista, que nunca perdeu o gosto pela palavra mais livre, ou seja, sem a técnica jurídica. É uma crônica forense. A soma de uma narrativa de uma realidade forense pouco conhecida, analisada sob a ótica psicológica pela dra. Marilda. Eu gosto da palavra fora do juridiquês. Estou com outras ideias para o futuro. Quero falar da condição humana sem me afastar necessariamente do Direito.

VemComigo: Qual o sentido de ir à palestra Estresse e Qualidade de vida no poder judiciário?

Og Fernandes: Você sofre de alguma pressão incomum no trabalho? Desconhece ou precisa de ajuda para melhorar a qualidade de vida? Apareça lá no dia 24/5, das 16h30 às 18h, no Auditório Externo do STJ. Ouvirá uma das pessoas que reputo mais qualificada no país para tratar do tema, a Dra. Marilda Lipp. Provavelmente saíra de lá com algumas respostas para os seus dilemas.

História do autor

O ministro Og Fernandes atuou como desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (1997/2008) e juiz do Estado de Pernambuco (1981/1997). Foi jornalista do Diário de Pernambuco (1973/1981). Foi coautor do Estudo sobre Responsabilidade Penal. Escreveu e coordenou a obra Medidas Cautelares no processo Penal: Prisões e suas Alternativas: Comentários à Lei 12.403, de 04.05.2011. O magistrado possui diversos artigos publicados em jornais e revistas.

Og FernandesFotos: Luiz Antonio

 

Férias desconectadas ajudam a refrescar a mente no trabalho

BEATRIZ SOUZA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Em teoria, quem trabalha conta os dias para ter a chance de se desconectar da rotina quando as férias chegarem. Em teoria.

Existem gatos hipoalergênicos?

Contrário à opinião popular, as pessoas não têm alergia ao pelo dos gatos e sim a uma enzima encontrada na saliva dos felinos. Esta enzima, chamada ‘fel d1′ é encontrada na maior parte dos gatos domésticos mas nem de todos. Como eles tomam banho se lambendo está enzima passa para o pelo.

A amizade

A amizade: apoio social é um fator protetor importante diante do stress. Confiram a entrevista dada pela Dra. Marilda Lipp sobre o tema:

AmizadeYoutube

Cabeça desocupada oficina de criatividade

ANNA RANGEL
DE SÃO PAULO

07/08/2016  02h00

Quanto mais você ocupa o cérebro com informações variadas e listas de pendências, menos criativo consegue ser. A conclusão é de um estudo publicado neste ano pela Universidade Bar-Ilan, de Israel.

Neurocientistas constataram que pessoas sobrecarregadas têm menos energia para criar soluções diferentes daquelas com as quais já estão acostumadas.
•• veja mais

O alto nível de estresse e a responsabilidade das empresas

Entre os profissionais que trabalham em escritórios sem exercer cargos de chefia, 35% têm sinais de estresse e a pressa se tornou uma constante.

Por: Marcelo Treff, professor da PUC. Publicado em 23/07/2016, pelo Estadão.


•• veja mais

Como ter um hobby ajuda a desestressar

O remédio prescrito para o ‘mal do século’ passa longe de ser amargo: esportes, dança, arte, jardinagem ou uma boa dose de leitura ajudam a proteger corpo e mente
Publicado: 21/07/2016 – Portal lado a lado


•• veja mais

Dra. Marilda Lipp na Edição 121 da Revista Psique

Na Edição 121 da Revista Psique, Dra. Marilda Lipp dá uma entrevista, relatando como o estresse desperta patologias geneticamente programadas.

Ela mencione que o transtorno mental, de vários tipos, pode ocorrer em pessoas já predisponentes a desenvolvê-lo, como pânico, crises de ansiedade e demonstrações de raiva.


•• veja mais

Youtube Marilda Lipp

Globo repórter aborda: Ciência adverte que a pressa é inimiga da felicidade.


•• veja mais

TV e videogames aumentam o nível de estresse

Jornal Extra RJ

•• veja mais

Stress desnecessário

Especialista dá dicas para priorizar o que realmente importa


•• veja mais

Globo Triangulo Mineiro

Pesquisa aponta que quase todas as pessoas são estressadas


•• veja mais

Relaxar e investir em um hobby ajuda a melhorar a produtividade no trabalho

Jornal Extra RJ

•• veja mais

Fim da Copa do Mundo pode causar sensação depressiva, diz especialista

Portal G1 14/07/2014


•• veja mais

Estresse infantil

Site GNT


•• veja mais

Página 1 de 512345
marilda_lipp