CLÍNICA

Terapia Cognitivo-Comportamental



 

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) trata-se de uma abordagem direta, breve, focada no problema atual do paciente. É voltada para a ação e resolução dos problemas.
Propõe que há uma inter-relação fascinante entre o pensamento, a emoção e o comportamento de uma pessoa. Baseia-se na ideia de que a percepção que temos de uma determinada ocorrência é o que determina como vamos nos sentir e reagir a ela.

Tem por objetivo ajudar a pessoa a gerenciar seus pensamentos, emoções e o modo de reagir a seu meio.
A TCC segue um modelo chamado de ABC que é o seguinte:

 

A – EVENTO: Alguma coisa acontece no ambiente a seu redor e é interpretada de modo negativo X.
B – CRENÇAS: Na hora que você interpreta o evento de maneira X, uma crença preexistente sobre a situação é acionada. É como um filtro mental que determina como você percebe o mundo.
C – CONSEQUÊNCIA: Você tem uma resposta emocional ou comportamental baseada no modo como percebeu a situação, isto é, de acordo com o significado que você deu ao evento.
D – O terapeuta, então, acrescenta o D que é a mudança do modo de ver o evento, quando essa interpretação está sendo fonte de angústia ou dificuldade para você.
E – Reação mais adequada ocorre.
F – O comportamento novo, mais apropriado, surge.

A TCC explica que o que nos afeta não são os acontecimentos, mas a forma que os interpretamos.

Trata-se de um tipo de terapia interativa, na qual o paciente decide sempre em que deseja mudar e quanto quer mudar.

Oferece um número grande de técnicas e estratégias que enriquecem a vida da pessoa, não só para resolver os problemas do momento, mas também para uso no futuro.

A vida da pessoa que faz Terapia Cognitiva-Comportamental fica mais leve, mais tranquila e o mundo se torna um palco mais positivo para a sua vida se desenrolar.



PROGRAMA

Por que a TCC é tão recomendada?



Em geral, a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) produz efeitos bem rápidos, porque combina mudanças de pensamento com mudança de emoções e produz comportamentos mais adequados para a realidade do paciente. Ela é profunda, mas muito direta, envolvendo bastante a contribuição do paciente. Sua eficácia tem tido grande comprovação científica e se aplica à maioria dos problemas do viver, tanto para crianças e adolescentes, como adultos ou casais.

Fonte: Marilda Novaes Lipp

 
 
 

Buy now
Open chat